A vida nos ensina muitas coisas e nos leva a caminhos inesperados,onde nada é eterno onde a eternidade não se tem certeza e sim que iremos aprender.O amar é um ato que contradiz a vida pois ele confronta a maior certeza,a eternidade.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Prisão interior


A vida passa
Tudo passa
E eu continuo aqui
Se me mover do lugar

Dias e noites vem e vão
E eu aqui no mesmo lugar
Pessoas nascem e morrem
E eu aqui sem pouco me importar

Guerras e tratados de paz acontecem
E eu aqui no mesmo  lugar
Estações se repetem
E eu aqui sem mesmo olhar

A moeda muda,a economia cresce
E eu aqui sem mesmo poder gastar
Os bancos entram em falecia,empresas começam a lucrar
E eu aqui estancado no mesmo lugar

Carros se acidentam,aviões caem
E eu no mesmo lugar permaneço
Secas e inundações
E meus músculos não movem pra levantar

A energia acaba ,a água para de chegar
E eu aqui nem mesmo me movo do lugar
As folhas caem,os macacos começam a falar
E eu nem mesmo penso não saio do lugar

Ovinis são descobertos,paraplégicos voltam a andar
E eu nem mesmo assim saio do lugar
A cura do câncer,o homem aprende a voar
E eu com asas enormes não me ponho a planar

A descoberta do fundo do oceano,a geleiras a secar
Eu aqui catatônico não me movo do lugar
Sol e chuva,terra e o mar
E eu preso em um canto sem sair do lugar

Nem mesmo a juventude eterna
Me fez sair do lugar
Nem as mentes mais espertas
Me move do lugar

Perdi um mundo lá fora
Que eu não posso conquistar
Um mundo onde se morre ou se aprende a matar
Me fechei dentro de mim
E hoje não posso voar
E me castigo todo dia por saber que não posso um dia pousar

Chorei,menti,sorri,brinquei
Mas nada vai adiantar
Pois os céus nunca desbravei
Por medo de um dia me machucar

2 comentários:

  1. Noooossa Marlon meu best ki lindo a cada dia vc me surpreende com os seus poemas no amei esse ate arrepie amigo...Parabens viu vc tem um talento maravilhoso e cada dia vai ficando melhor te admiro d++ da conta!!!!Parabens
    Bjão
    Ah i nao duvida ki os seus poemas sao bons nao viu??!

    ResponderExcluir
  2. Camila Bittencourt19 de janeiro de 2011 16:07

    Esse poema si encaixa perfeitamente pra mim
    Perfeito!!

    ResponderExcluir